Kudzanai Chiurai

Zimbabue

 

Born in 1981, Zimbabwe. Lives in Johannesburg 
Chiurai’s scathing theatrical compositions about African power and corruption have won him a growing following. Born one year after Zimbawe’s emergence from white-ruled Rhodesia – Chiurai’s early work focused on the political, economic and social strife in his homeland. After leaving his home in Harare in 1999, he studied Fine Art at the University of Pretoria, where he was the first black student to graduate. He then became involved with exile politics and the growing opposition to President Robert Mugabe. He has not returned to his country since.
His works fluidly draw from hip-hop, street art, youth culture and graffiti. He explores themes of urban space, exile, xenophobia, and displacement, as well as the constructed nature of African states and the performative guises of leaders.The photographed presented here are part of a satirical series « The Parliament », of over the top, mock portraits. It depicts the fictitious characters of an imaginary government cabinet in a parody of media representations of masculinity and political power. The series draws upon the conventions of African studio portraiture, dramatised magazine features, hip-hop, film and fashion as well as the story lines, stereotyped characters and plots of soap operas. 

 

***

 

Nasceu em 1981, Zimbábue.Mora em Johannesburgo.As composições teatrais mordazes de Chiurai sobre o poder e a corrupção africanas lhe valeram um crescente séquito. Nascido um ano após o surgimento do Zimbábue a partirda Rodésia, governada por brancos, os primeiros trabalhos de Chiurai focavam na luta política, econômica e social de sua terra natal. Depois de sair de sua casa em Harare, em 1999, ele estudou belas-artes na Universidade de Pretória, onde foi o primeiro estudante negro a graduar-se. Em seguida envolveu-se com políticas de exílio e com a crescente oposição ao presidente Robert Mugabe. Desde então, não voltou mais a seu país.Suas obras circulam fluidamente pelo hip hop, pela street art, pela cultura jovem e pelo grafite. Ele explora os temas do espaço urbano, exílio, xenofobia e refugiados, assim como a natureza artificial dos estados africanos e as máscaras performáticas de seus líderes. As fotos apresentadas aqui são parte da série satírica O Parlamento com retratos simulados exagerados. Ela retrata personagens fictícios de um gabinete de governo imaginário em umaparódia das representações midiáticas de masculinidade e poder político.A série baseia-se nas convenções do retrato de estúdio africano, características de revistas dramatizadas, hip hop, cinema e moda, assim como casos históricos, personagens estereotipados e enredos detelenovelas.

The Minister of Arts and Culture, 2009, ultrachrome ink on photo fibre paper, 150 x 100 cm

8 May 2014  - 6 July 2014
Château de Penthes, Geneva-Pregny

19 November  2015 – 28 February, 2016
19 de novembro de 2015 a 28 de fevereiro de 2016

SESC Belenzhino, Sao Paulo
 Abertura: 18 de novembro, às 18h
OPENING November 18th, 2015