Chéri Samba 

Congo

 

Born in 1956 in kinto M’Vuila, Democratic Republic of Congo. Lives nd works in Kinshasa, Democratic Republic of Congo. 
He is one of the most famous contemporary African artists, with his works being included in the collections of the Centre Georges Pompidou in Paris and the Museum of Modern Art in New York.
His breakthrough was the exhibition Les Magiciens de la Terre at the Centre Georges Pompidou in Paris in 1989, which made him known internationally. A large amount of his paintings are also found in The Contemporary African Art Collection (CAAC) of Jean Pigozzi. He was invited to participate in the 2007 Venice Biennale. His paintings almost always include some text in French and Lingala, commenting on life in Africa and the modern world.  In 2011/2012 he participated in the following exhibitions : The Global Contemporary Art Worlds After 1989, Zentrum für Kunst und Medientechnologie Karlsruhe, Germany and aslo in JAPANCONGO: Carsten Höllerʼs double-take on Jean Pigozziʼs collection, Le Magasin, Centre national d'Art Contemporain, Grenoble, France. His work is part of the Pigozzi Collection, Geneva. 

 

***

 

Nasceu em 1956 em Kinto M’Vuila, República Democrática do Congo. Vive e trabalha em Kinshasa, República Democrática do Congo.

Chéri Samba é um dos artistas africanos contemporâneos mais famosos da atualidade e seu trabalho está presente nas coleções do Centre Georges Pompidou, em Paris, e do Museum of Modern Art de Nova York. 

Sua descoberta foi na exposição Les Magiciens de la Terre no Centre Georges Pompidou, em 1989, que o tornou conhecido internacionalmente. Uma grande quantidade de suas pinturas está na Contemporary African Art Collection (Caac), de Jean Pigozzi. Elefoi convidado também a participar da Biennale di Venezia de 2007. Suas pinturas quase sempre incluem um texto em francês e lingala, comentando sobre a vida na África e no mundo moderno. Em 2011 e 2012, participou das seguintes exposições: a Global ContemporaryArt Worlds after 1989 (Mundos artísticos, globais e contemporâneos depois de 1989), no Zentrum für Kunst und Medientechnologie Karlsruhe, na Alemanha, e também da Japancongo, um segundo olhar da coleção de Jean Pigozzi por Carsten Höller, no Magasin, Centre National d’Art Contemporain, em Grenoble, França. Seu trabalho Lutte contre l’Insalubrité (Luta contra a insalubridade), de 1998, faz parte da Coleção Pigozzi, Genebra.
 

Le Monde Vomissant, 2004, acrylic on canvas, 200 x 269 cm

8 May 2014  - 6 July 2014
Château de Penthes, Geneva-Pregny

19 November  2015 – 28 February, 2016
19 de novembro de 2015 a 28 de fevereiro de 2016

SESC Belenzhino, Sao Paulo
 Abertura: 18 de novembro, às 18h
OPENING November 18th, 2015