7 Artistas do Volatile Viewing
of Videos
selecionados pela Kulturforum

Sud-Nord, Cotonou - Hamburg
Benin

 

 

Stephan Köhler
O papel da videoarte em Benin 
Apesar da falta de escolas de arte e salas oficiais de exposição, Benin tem uma cena artística viva. Pouquíssimos artistas conseguem obter uma bolsa de estudos e ir ao strangeiro, portanto quase todos são autodidatas ou aprendizes de artistas experientes do
país. Nos últimos dez anos, surgiram vários espaços e festivais culturais administrados por artistas e curadores cujas atividades contemplam um amplo espectro, das artes visuais ao teatro, filme, vídeo e fotografia.


Georges Adéagbo e eu encontramos em Benin mais diversidade nas demonstrações artísticas realizadas através da fotografia e do vídeo do que na pintura e na escultura. Parece que essas mídias permitem ao artista criar um conteúdo imediato, livre das convenções estéticas
e materiais associadas a ele. Embora muitos trabalhem no mesmo estilo na pintura e na escultura, ao criar vídeos e fotografias os artistas de Benin ousam uma abordagem mais individual e única. É por isso que o Kulturforum Sud-Nord apoia esse processo através de
workshops e exposições e cria plataformas em que os vídeos podem ser vistos, por exemplo, durante a abertura da recente Biennale di Venezia de 2015. Apresentamos uma escolha pessoal, feita por nós dois de maneira espontânea, sem a pretensão de exibir um panorama
abrangente da videoarte nesse país.


Nos vídeos aqui representados, os artistas investigam sua relação com as tradições do oeste africano, como o vodu e os processos de cura (Totché, Oussou, Johnson-Spain), suas origens e a mestiçagem (Christelle Yaovi) e a relação entre os lugares e a memória coletiva
(Pelagie Gbaguidi). Alguns criticam o mau funcionamento de suas sociedades (Seraphin Zounyekpe, Ishola Akpo) e também fazem o vídeo resultante da oficina de documentário organizada por Idrissou Mora Kpai sobre grilagem de terras e segurança alimentar. Todos os vídeos dão início a processos de reflexão e convidam os espectadores a pensar nas próprias relações com sua origem e a vida atual, não importa onde estejam.

Christelle Yaovi
Christelle Yaovi

Sou Mestiço, 2015, 5’25”

press to zoom
Ishola Akpo
Ishola Akpo

Os Retificadores de Calavi, 2011, 5’41’’

press to zoom
Ines Johnson-Spain
Ines Johnson-Spain

Ter e Ser, 2015, 2’17”

press to zoom
Sem Terra – Sem Vida - 7’
Sem Terra – Sem Vida - 7’
press to zoom
Seraphin Zounyekpe
Seraphin Zounyekpe

L’autre Coté/ O Outro Lado, 1’

press to zoom
Seraphin Zounyekpe
Seraphin Zounyekpe

Le Robinet/A Torneira, 4’17”

press to zoom
Bildschirmfoto 2015-10-31 um 14.57.54
Bildschirmfoto 2015-10-31 um 14.57.54
press to zoom
Totche
Totche

Era uma Longa Viagem, 2012, 5’25“

press to zoom
Pelagie Gbaguidi
Pelagie Gbaguidi

Memórias, 2012, 5’35’’

press to zoom

8 May 2014  - 6 July 2014
Château de Penthes, Geneva-Pregny

19 November  2015 – 28 February, 2016
19 de novembro de 2015 a 28 de fevereiro de 2016

SESC Belenzhino, Sao Paulo
 Abertura: 18 de novembro, às 18h
OPENING November 18th, 2015